PUBLICIDADE

Rio Paraguai tem melhor nível desde 2020 para o período, mas transporte de cargas ainda tem restrições

Rosana Nunes em 15 de Abril de 2022

Anderson Gallo/Diário Corumbaense

Tendência de elevação do nível do rio Paraguai é confirmada pelo monitoramento semanal do Serviço Geológico do Brasil

Mesmo com a altura do rio Paraguai pouco superior à marca dos 2 metros na estação de Ladário, projeções da Hidrovias do Brasil – empresa de solução logística que analisa o comportamento das hidrovias pelo Brasil – apontam para a possibilidade real de transporte de cargas ainda com “certas restrições” mas com embarcações de maior calado (altura da parte do casco do navio que permanece submersa).

De acordo com o boletim da Hidrovias, a situação do rio na região “segue em recuperação e com tendência positiva quando comparada com o ano de 2021, segundo as projeções públicas e, diante de tal cenário, a companhia acredita que será capaz de operar minério de ferro durante o mês de abril de 2022, com utilização dos ativos de maior calado, ainda que com certas restrições durante o ciclo”.

Ainda segundo a companhia, “a melhora do nível dos rios da região para patamares mais próximos aos das médias históricas para o período permitiu a retomada da utilização dos ativos de maior calado (que navegam acima de 7,5 pés)”.

A tendência de elevação do nível do rio Paraguai é confirmada pelo monitoramento semanal do Serviço Geológico do Brasil – CPRM. O mais recente boletim mostra que há “considerando as precipitações previstas para as próximas semanas na região, o rio Paraguai deverá continuar apresentando a tendência de elevação do seu nível na maioria das estações de sua calha”.

Projeções do Serviço Geológico do Brasil, com base na régua da estação de Ladário do Centro de Hidrografia e Navegação do Oeste, indica que o rio Paraguai deve superar a marca 2 metros e 11 centímetros no dia 22 de abril. As projeções são de 2,19 m para 29 de abril e de 2,27 metros em 06 de maio.

Altura maior que nos dois últimos anos

Medindo 2 metros e 02 centímetros nesta sexta-feira, 15 de abril, na centenária régua ladarense – que registra os níveis desde 1900 –, o rio Paraguai apresenta a maior altura em comparação ao mesmo período dos últimos dois anos. Segundo o Centro de Hidrografia e Navegação do Oeste do 9° Distrito Naval, o rio media 1,81 metro em 15 de abril de 2021 e 1,83 metro no dia 15 de abril de 2020. A estação ladarense é considerada um termômetro para medir o grau da estiagem no bioma Pantanal.

Em 2021, a vazante do rio Paraguai foi a segunda mais rigorosa da história. Em Ladário, o nível chegou aos 60 centímetros negativos (-60 cm) nos dias 16 e 17 de outubro (sábado e domingo). Somente uma vez, desde o início das medições, a altura esteve mais baixa que esta marca. Foi em setembro de 1964 quando a mínima histórica da estação foi de -61 centímetros.

PUBLICIDADE