PUBLICIDADE

Ao atender ocorrência de violência doméstica, PM apreende pasta base de cocaína

Leonardo Cabral em 01 de Julho de 2022

Divulgação/ PM

PMs apreenderam droga, dinheiro, peneira e celulares

Durante atendimento de um caso de violência doméstica, onde uma mulher, de 32 anos, acusou o companheiro de 23 anos, por agressão e também como responsável por ela ter sofrido um aborto, a Polícia Militar acabou apreendendo meio tablete de entorpecente. 

O caso aconteceu na quinta-feira, 30 de junho, na rua Barão de Melgaço. Após a chegada da equipe da Força Tática, foi possível ver indivíduo de 40 anos, que estava na frente da residência, fugir para os fundos do imóvel, chamando a atenção da guarnição.

De imediato, a equipe fez contato com a mulher que chamou a PM e havia relatado que tinha medida protetiva contra o amásio. Ela apresentava lesões na perna esquerda e no rosto, afirmando que havia sido agredida pelo autor, de 23 anos. Disse que ele é muito agressivo e que, por ser vítima de constantes agressões, teria sofrido um aborto e o feto enterrado nos fundos da casa. 

Com a permissão para entrar na residência, os policiais encontraram o acusado e o homem que havia fugido quando a equipe chegou. Foi feita checagem no sistema e confirmado que contra o indivíduo de 40 anos, havia mandado de prisão em aberto. Nas buscas, foi encontrada uma trouxinha de cocaína próximo ao foragido, que afirmou ser usuário de entorpecente.

Já o acusado de agredir a mulher, negou ter batido nela e disse que não sabia a causa das lesões que ela apresentava. Foi perguntado sobre o aborto e ele confirmou que o feto havia sido enterrado nos fundo do imóvel. Os PMs realizaram buscas no local indicado, mas nada foi achado.

Ainda durante conversa com os policiais, o casal relatou que o indivíduo de 40 anos comercializava drogas. Por isso, em buscas pela casa, foi encontrado dinheiro trocado, no valor de R$ 875,55, além de uma peneira, mas nenhum entorpecente foi localizado.

A guarnição, então, recebeu a informação de que o homem guardava droga em outro local. Neste endereço, os policiais foram recebidos por uma mulher de 35 anos, que relatou ter um relacionamento com o autor de 40 anos e que a última vez que esteve em sua residência, ele apareceu com uma sacola e seguiu em direção aos fundos de sua casa. Ela disse que pensou ser algum tipo de lixo e não deu atenção. 

Nesse momento, a mulher autorizou a guarnição para que fizesse buscas. Em seguida, foi localizada uma sacola no teto da varanda do imóvel. Dentro havia meio tablete de pasta base de cocaína.

Todos os envolvidos na ocorrência foram levados para a Primeira Delegacia de Polícia Civil.

PUBLICIDADE