PUBLICIDADE

Na Câmara, delegado geral da Polícia Civil diz que DEPAC pode ser instalada em Corumbá

Da Redação em 25 de Maio de 2022

Divulgação/Câmara de Corumbá

Durante encontro com vereadores, Roberto Gurgel anunciou medidas que estão sendo adotadas em favor da segurança da população

Corumbá deve receber em breve, uma unidade da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (DEPAC). Foi o que anunciou na noite de terça-feira, 24, o Delegado Geral da Polícia Civil do Estado de Mato Grosso do Sul (DGPC), Roberto Gurgel de Oliveira Filho, durante visita à Câmara Municipal, acompanhado do diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), Lupérsio Degerone Lúcio.

Os dois vieram a Corumbá para contatos com as autoridades locais, ligadas aos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, dando sequência à apresentação do novo projeto desencadeado no Estado, o Polícia Civil Presente, como forma de fortalecer ainda mais os serviços de segurança pública em todas as cidades sul-mato-grossenses.

A visita à Câmara foi justamente para debater questões ligadas à segurança, ouvir as autoridades locais, a população, bem como anunciar investimentos que vão fortalecer ainda mas os serviços da Polícia Civil na região pantaneira. Os dois estavam acompanhados do delegado regional de Corumbá, Alex Sandro Antonio Peixoto, além de outros delegados e policiais que integram a instituição na região.

A instalação da DEPAC em Corumbá foi destacada após um pedido feito pelo vereador Alexandre Vasconcellos que lamentou a saída do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) da região. “Deixou uma lacuna que pode ser substituída por uma nova Delegacia de Polícia Civil na parte alta da cidade, e também da DEPAC, uma delegacia já existente em Campo Grande, Dourados e Três Lagoas, que seria um importante reforço para a segurança pública local”, solicitou o vereador.

De imediato, Roberto Gurgel informou sobre a reunião do Conselho Superior da Polícia Civil, no dia 31 de maio, e que o processo para criação da DEPAC de Corumbá está pautado. 

Parcerias

O diretor da DGPC destacou ainda o trabalho desenvolvido em Corumbá nos últimos anos, pelos integrantes da Polícia Civil. Disse ter sido um processo difícil para chegar aos dias atuais, cujo resultado é considerado satisfatório, inclusive com redução dos índices de criminalidade.

Divulgação/Câmara de Corumbá

Diretor geral da Polícia Civil destacou a parceria de instituições, assim como a Polícia Militar

Destacou o trabalho em parceria com os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário; com a Polícia Militar cujo trabalho conjunto tem sido fundamental para o combate à criminalidade, principalmente em uma região de fronteira.

Citou fatos ocorridos no passado, não só em Corumbá, mas também em Aquidauana, primeira cidade visitada, “duas regionais onde a nossa instituição sangrou e nós precisávamos sangrar pra sair mais fortalecidos”. Elogiou o trabalhado desenvolvido pela equipe local, cujo efetivo deve receber mais reforços em breve, e que o projeto lançado, visa que o comando esteja mais presente no interior, invertendo o quadro atual que é o interior buscando "socorro" na Capital.

Roberto ressaltou que, graças ao trabalho desenvolvido nos últimos anos, houve ume redução nos índices de criminalidade. “São números significativos. Posso garantir que Corumbá, hoje, vive um momento sob o ponto de vista comparativo de outras cidades do Estado, de relativa paz. E a gente busca cada vez mais melhorar esses índices”.

Revelou que em comparação as estatísticas apontam números significativos em relação ao 2021, afirmando que 2022, graças ao trabalho desenvolvido pelas forças de segurança, houve um redução do crime de homicídio culposo no trânsito em 23%, no crime de roubo em 18%, no crime de roubo em via pública em 16%, no furto a residências em 33%.

Plano Municipal

Roberto Gurgel aproveitou a oportunidade e entregou ao presidente do Legislativo, Roberto Façanha, uma cópia da Lei do Plano Municipal de Segurança de Campo Grande, após realização de estudos que impactou na redução dos índices de criminalidade.

A sugestão foi bem aceita pelos vereadores. Façanha, Manoel Rodrigues e Allex Dellas, inclusive, já se propuseram a desencadear um processo visando debater a questão, para que Corumbá tenha o seu plano, conforme a realidade local.

No final da sessão, a Câmara prestou homenagens ao delegado-geral Roberto Gurgel de Oliveira Filho, e ao diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), Lupérsio Degerone Lúcio, com o título de Hospede de Honra do Município de Corumbá. Os dois permanecem na cidade nesta quarta-feira, dando sequência ao trabalho voltado ao fortalecimento das forças de segurança do Mato Grosso do Sul.

As informações são da assessoria de imprensa da Câmara de Corumbá. 

PUBLICIDADE