PUBLICIDADE

Operação da PRF constata aumento nos flagrantes de embriaguez ao volante em MS

Rosana Nunes em 13 de Outubro de 2021

Divulgação/PRF

PRF flagrou 50 motoristas dirigindo sob efeito de álcool

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou na terça-feira (12) a Operação Nossa Senhora de Aparecida realizada nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul, de 08 a 12 de outubro. 

De acordo com a corporação, nos cinco dias de operação, a PRF flagrou 50 motoristas dirigindo sob efeito de álcool, destes 12 foram presos, número maior que o registrado no ano passado. 210 condutores ou passageiros não utilizavam o cinto de segurança e 52 crianças eram transportadas fora do dispositivo de segurança (cadeirinhas). No total, foram registradas 509 infrações de ultrapassagem irregular.   

Foram contabilizados 27 acidentes, sendo 7 graves. 31 pessoas ficaram feridas e uma morreu. Em 2020, no mesmo período, a PRF registrou 30 acidentes, sendo 9 considerados graves. 38 pessoas ficaram feridas e 4 morreram.   

O único acidente com óbito e de maior repercussão envolveu justamente uma viatura da PRF, que se chocou com um Jeep Cherokee na BR-163, na cidade de Rio Verde. O condutor da Cherokee identificado como Claudinei Fernandes, morreu no local do acidente. A outra vítima, o inspetor da PRF, Eder Candado morreu após dar entrada no Hospital de Rio Verde. O óbito do agente não entrou nas estatísticas do feriadão porque não aconteceu no local do acidente.

Durante a operação, a PRF apreendeu 400 quilos de maconha em Bataguassu (MS). 27 Kg de cocaína e 19.900 maços de cigarros também foram apreendidos em Mato Grosso do Sul e cinco veículos com registro de roubo/furto foram recuperados. Com informações da PRF e do Campo Grande News.
PUBLICIDADE