PUBLICIDADE

Veículo vai parar na calçada após colidir e derrubar palmeiras imperiais na Avenida

Leonardo Cabral em 06 de Junho de 2022

Reprodução/Vídeo

Carro parado na calçada da Praça Generoso Ponce após colidir contra as palmeiras imperiais

Um acidente de trânsito na Avenida General Rondon, um dos cartões postais de Corumbá, ocorrido neste final e semana, acabou com três palmeiras imperiais no chão. O veículo colidiu contra as palmeiras, que fazem parte do conjunto paisagístico que fica na área de entorno do Casario do Porto, tombado pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Vídeo que circula nas redes sociais, mostra um carro na calçada da Praça Generoso Ponce. Ao lado do veículo, dois homens parecem conversar com o condutor, que está no banco do motorista e faz uso do cinto de segurança.

Nas imagens, também aparecem as três palmeiras imperiais caídas, conforme narra a pessoa que gravou o vídeo: “‘Caraca, bicho’, derrubou três palmeiras aqui na rua”, fazendo a contagem.

A pessoa que filma aproxima a câmera do celular e após fazer a contagem das palmeiras atingidas  pelo veículo, ainda completa: “acordei com o barulhão, pai”, se referindo à colisão do carro contra as árvores.

O Diário Corumbaense entrou em contato com a Central dos Bombeiros, e foi informado que nenhum acidente foi registrado. Também não havia registro no Sistema Integrado de Gestão Operacional (SIGO) da Polícia Civil. Em contato com a Polícia Militar, a guarnição plantonista não foi acionada. 

O acidente foi nas primeiras horas de domingo (05). Um homem que conversou com o condutor disse à reportagem que ele contou que é motorista de aplicativo, seguia para casa quando dormiu ao volante e houve a colisão. 

Entenda

As palmeiras imperais fazem parte do conjunto paisagístico que envolve o tombamento do Casario do Porto, no entorno de quadras e prédios da Avenida General Rondon.

É de 1984 a lei que criou o Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Artístico e Histórico de Corumbá, que subsidiou no ano seguinte, 1985, a publicação de um decreto pelo, então, prefeito municipal Fadah Scaff Gattass, surgindo assim a expressão “Casario do Porto Geral”, bastante difundida para se referir ao conjunto de prédios instalados ao longo da rua Manoel Cavassa, ladeiras Cunha e Cruz e José Bonifácio.

O que alguns não sabem é que, tanto o tombamento nacional como o municipal, incluem ainda em suas áreas, construções na Avenida General Rondon, no trecho entre as ruas Sete de Setembro e Antônio João.

Com informações da Prefeitura de Corumbá.

PUBLICIDADE