PUBLICIDADE

Com preços não tão “doces”, pesquisa é a saída para compra de ovos de chocolate

Leonardo Cabral em 08 de Abril de 2022

Pesquisar os preços dos ovos de chocolate, que fazem a alegria da criançada na Páscoa, é a solução para os pais em tempos de alta nos preços. Os valores variam de um local para outro.

Diferente de outros anos, quando os ovos de chocolate tomavam boa parte dos espaços dos supermercados, com os mais variados tipos e marcas, para esta Páscoa, a maioria dos estabelecimentos reservou um espaço menor. Como os preços não estão atrativos, há baixa procura, porém, a expectativa dos comerciantes fica para as compras em cima da hora.

Anderson Gallo/ Diário Corumbaense

Conceição Lobo Rondon estava pesquisando os preços para presentear os dois filhos

Com muita calma e paciência, Conceição Lobo Rondon estava pesquisando preços. São dois ovos de chocolate, um para cada filho, de 13 e outro de 15 anos.

“Os preços estão bem altos, pesam no bolso, mas tenho que presentear meus filhos. Poderia estar mais barato, passamos pela situação da pandemia, porém, não é que acontece. Pretendo gastar até R$ 150,00”, disse Conceição que também vai se presentear, mas irá comprar ovos caseiros. “Vou comprar e me presentear, porque eu mereço. Gostei do valor cobrado por uma amiga, mas para meus filhos vou levar esses mais detalhados”, afirmou.

Já Gabriela Mallea, que estava junto com o filho, aproveitou o momento de compras, para pesquisar os preços dos ovos. “Quando tiver o dinheiro e também for no momento certo, vou comprar. Mas antes estou dando uma olhada para fazer comparação nos preços. Tenho que levar quatro ovos de chocolate, por isso vale bem a atenção na hora comprar”, frisou Gabriela.

Com a filha Isadora, de 6 anos, Carlos André Lima Batista, também aproveitou a ida ao supermercado. Para ele, vale uma conversa em casa, antes de adquirir o produto.

Anderson Gallo/ Diário Corumbaense

Carlos, junto com a filha Isadora: compra tem que caber no orçamento familiar

“Hoje não vou levar, só estamos dando uma olhada. Sei que ela fica toda animada, mas ela entende. Antes de sair de casa, converso, explico que temos que levar o que cabe no nosso bolso. Os ovos vamos comprar, não tem como fugir, em casa são dois. Mas a pesquisa vale a pena”, falou Carlos.

Proprietário do supermercado, que fica na rua Dom Aquino, na área central da cidade, Gabriel Quadri, explicou ao Diário Corumbaense que não foram apenas os preços dos ovos de chocolate que sofreram aumento.

“Todas as áreas tiveram alta na inflação. Com os ovos de chocolate não é diferente, alta na matéria prima, no preço do combustível, tudo isso acaba refletindo no bolso do consumidor. Para quem ainda não sabe, as embalagens são feitas de petróleo e com o aumento do preço do barril, a alta nas embalagens impacta no preço de todos os alimentos. No geral, houve aumento em torno de 40% a 45% nos gêneros alimentícios. Dos ovos de chocolate, registramos aumento em torno de 25% a 30% se comparado aos anos anteriores”, disse Gabriel.

[foto3]No entanto, Gabriel revela que para tentar driblar a alta nos preços, o estabelecimento encontrou uma saída se adaptando aos hábitos dos consumidores.

“Alguns procuram matéria prima para fazer os próprios ovos, como aqui, onde temos também a produção local, na nossa padaria, com ovos mais em conta e que não leva o peso de marcas conhecidas no mercado e acaba elevando o preço do produto. Foi essa a alternativa que encontramos para atender nossos clientes, fazendo a produção própria. Esperamos o movimento na semana da Páscoa e, não são apenas as crianças que terão surpresas com os ovos de chocolate, os adultos também podem aguardar”, garantiu Gabriel se referindo aos preços mais em conta.  

O domingo de Páscoa, este ano, é no dia 17 de abril. 

PUBLICIDADE