PUBLICIDADE

Reunião entre Procon, MPE, Sinpetro e distribuidoras busca equalização do preço do combustível

Portal de Notícias do Governo de MS em 01 de Fevereiro de 2022

Divulgação

Reunião aconteceu na segunda-feira, em Campo Grande

A Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-MS) realizou reunião na segunda-feira (31) com o Ministério Público Estadual, Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo e Lubrificantes MS (Sinpetro/MS) e com representante de distribuidora de combustível para tratar sobre diferença no preço praticado pelas distribuidoras de Combustíveis para postos de Campo Grande e do interior do Estado.     

O superintendente do Procon/MS, Marcelo Salomão, classificou como positiva a reunião. “Estamos buscando a equalização do preço do litro do combustível no Estado. Queremos o fim da diferença do preço de venda para postos da Capital e do Interior”, disse.     

O vice-presidente da Associação dos Procons de Mato Grosso do Sul, Walder de Freitas, explicou que a reunião ocorreu após perceberem a diferenciação no valor praticado pelas distribuidoras. “As distribuidoras vendem o litro da gasolina aos postos da Capital a R$ 6,09 e aos postos do Interior a R$ 6,60, mesmo se fornecerem o frete. Isso faz o preço médio do litro da gasolina no interior ser de R$ 7,54”, completou.   

Durante a reunião, o gerente regional de vendas da Vibra Energia (anteriormente BR Distribuidora), Pablo Chacon, explicou que o preço de venda da distribuidora para os postos depende de diversos fatores, variando de posto a posto. Na reunião ficou definido que a empresa irá dar uma devolutiva em dez dias sobre o fim da diferença de valores para municípios do interior.   

Marcelo Salomão ainda pontuou que o Procon/MS sempre atuou na fiscalização no preço dos combustíveis, com objetivo de garantir ao consumidor um valor justo. “O Procon/MS nunca se furtou de debater o custo dos combustíveis com as partes envolvidas. Nesse momento de aumento nos valores queremos sanar qualquer ponto em relação a composição do valor final do combustível”, disse.   

A reunião contou com a participação do superintendente do Procon/MS, Marcelo Salomão, o Coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça do Consumidor (CAOCon), Procurador de Justiça Aroldo José de Lima, do coordenador executivo do Procon de Costa Rica e vice-presidente da Associação dos Procons de Mato Grosso do Sul, Walder de Freitas, e do diretor executivo do Sinpetro/MS, Edson Lazarotto, e do gerente regional de vendas da Vibra Energia, Pablo Chacon.

PUBLICIDADE