PUBLICIDADE

Na Bolívia, adolescente mata o marido a tesourada

Leonardo Cabral em 13 de Outubro de 2021

Reprodução/ El Deber

Casal passou meses no Brasil, mas ao retornar, menor matou o companheiro

Adolescente de 17 anos matou o marido, de 22 anos, a tesourada. Ambos são de nacionalidade boliviana. O crime aconteceu no último domingo (10) na região do Plan 3.000, em Santa Cruz e La Sierra, após o casal passar alguns meses no Brasil, em busca de emprego.

A autora, que passou por audiência cautelar, relatou que sofria constante violência por parte do marido e que a relação era bem conturbada. 

Ainda segundo a menor, no dia do crime, ela contou que o companheiro estava bebendo em sua companhia e outros parentes na casa de seus tios, quando pegou o telefone dela e viu algo que o irritou.

Neste momento, ele jogou o celular no chão e o quebrou, em um ataque de ciúme e ela acabou pegando a tesoura e golpeou o marido. 

Viagem ao Brasil

No entanto, o que surpreendeu a juíza e o Ministério Público foi que a adolescente revelou que este ano, junto com o companheiro, viajou para o Brasil em busca de trabalho. Eles ficaram por meses, mas depois  retornaram à Bolívia. 

O que ela não revelou foi quem autorizou a viagem por via terrestre, por ela ser menor de idade e pelo fato da a entrada de estrangeiros estar proibida ainda em território brasileiro. No Brasil, ela e o companheiro costuravam roupas e moravam na casa de alguns tios.

Na audiência, a adolescente, após pedir perdão, revelou que vem de uma família desestruturada. “Minha mãe ganhava a vida como vendedora de rua e eu costurava roupas com meu marido, e também cuidava da minha irmã de 10 anos que estava sob minha responsabilidade”, disse ela não sabendo com quem agora a irmão deverá permanecer.

Com informações do jornal El Deber.

PUBLICIDADE