Menu

Cidade + Seções

Fale Conosco
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 

Bombeiros alertam para perigo de soltar pipas com cerol

Camyla Campos em 15 de Julho de 2009

Camyla Campos

Bombeiros pedem atenção dos pais na hora de os filhos soltarem pipas

Uma brincadeira que deveria ser saudável e divertida, tem se tornado uma arriscada aventura pelas ruas de Corumbá. E neste período de férias escolares, a situação é ainda mais preocupante com o aumento do número de crianças que soltam pipas com produto perigoso e em locais inadequados. “Em busca de espaço para empinar a pipa, muitas crianças, jovens e adultos se distraem durante a brincadeira, olhando para cima e acabam tropeçando em buracos, trombam em meio fio, tudo isso pode acabar em acidentes e até em atropelamentos”, explicou o tenente do Corpo de Bombeiros, Rodrigo Lima.

Quando as pipas caem, a brincadeira se torna ainda mais perigosa. As crianças escalam muros, sobem no telhado das casas, correm entre carros ou se equilibram perto da rede de alta tensão. Além disso, outra situação perigosa é o cerol, uma mistura de vidro moído e cola que se passa na linha das pipas, para cortar outras.  

A dona de casa Roseane Galvão Corrêa da Silva, 37, contou ao Diário que procura orientar os filhos a não passar cerol na linha e estarem sempre atentos ao soltar uma pipa. “Converso com eles e explico para não soltarem perto do fio de alta tensão e também para não passarem o vidro na linha, pois isso, além de machucá-los, pode causar graves acidentes com outras pessoas. Já soube até de casos de morte provocada pela linha com cerol”, comentou ao Diário. Soltar pipas é uma brincadeira antiga que agrada a muitos, mas que exige cuidados.

Em Corumbá existem lugares como campos de futebol, onde as crianças podem se divertir com segurança. O tenente do Corpo de Bombeiros, Rodrigo Lima, aconselha os pais para que conversem com seus filhos, para soltarem as pipas como uma diversão e não como uma competição. “Para segurança de toda a população, é melhor soltar pipas longe dos carros ou da rede de alta tensão; não usar cerol; em caso de relâmpagos, as crianças não devem empinar pipas; o local apropriado são campos abertos, como por exemplo, um campo de futebol ou em uma praça”, destacou. É preciso ter consciência de saber brincar sem machucar a si mesmo e a outras pessoas.

 

 

Galeria: Pipas Férias

Abrir Super Galeria
Ações e Compartilhamento
Fale com o Jornalista
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE